Intelectual funcional

Adoro essa expressão que li hoje no jornal: analfabeto funcional. Ela revela tanto sobre nosso sistema de ensino, acho que nem preciso explicar, né? Um termo um pouco técnico, estilo “colateral damage”, ao invés de dizer a verdade nua e crua. Guerra mata. A escola não ensina. Tem também o intelectual funcional, que é o cara que acumula uma porção de títulos mas que nunca parou um segundo na vida para pensar.

Pois pensar é difícil.

Veja essa pequena história: tive que dar uma aula concentrada, pois à noite, por problemas de divulgação e sala de aula, os alunos chegaram na terceira semana. Então mostrei o Moodle, falei do curso sobre memória, do trabalho, deixei eles no laboratório lendo o texto dificílimo do Krausz e voltei para a sala, com a seguinte recomendação: “Não voltem direto depois de ler o texto; caminhem com calma, pensando sobre a memória.”

Na sala, pouco esperei e lá voltavam eles, sentados, ávidos para debater. “Já?!? Mas vocês voltaram devagar? Não? Então fiquem lá fora, olhando o jardim, pensando na memória, por 5 minutos.”

Esses momentos de espera para mim são um tédio. Mas são necessários. Então, no relógio, quando deu 5 minutos os chamei de volta. “E então?”, perguntei. Um aluno disse: “Achei muito difícil isso.”

O Moodle? O texto de Krausz? A proposta do trabalho? “O texto de Krausz?”, eu perguntei.

“Não, ficar cinco minutos pensando sobre o que é memória. O que é memória?”

Me surpreendi. Mas é isso mesmo. Difícil é pensar. Espero estar fazendo minha humilde parte na redução do número de intelectuais funcionais no grupo dos futuros professores da nação.

Anúncios

Uma resposta em “Intelectual funcional

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s