Cola Eleitoral — Mulheres aleatórias: 23, 43377

Sem muito ânimo vou votar no domingo na Soninha e numa tal de Thais Horta, do PV. A Soninha, do PPS, um partido satélite do PSDB, é número 23. Ao lado dos tipos vermelhos, herança do antigo Partido Comunista, tem uma arvorezinha verdinha no site e também na TV. Acho que é porque alguns verdes, tipo o Ricardo Young, em quem a gente votou para o Senado em 2010, foram pra lá. O que esse cara foi fazer num partido comuna eu não sei, mas a página dele na Wikipédia, provavelmente escrita por assessores, está divertida: conta que ele chegou a vencer a batalha pela vaga no senado do então candidato morto Romeu Tuma. Genial. A página ainda diz que ele “acredita no resgate e na ressignificação da política como instrumento legítimo de transformação da sociedade” mas não afirma que ele acredita na geração de informações objetivas a partir do esforço coletivo.

Enfim, não sei nada sobre a Soninha. Não sei o que ela fez nem o que ela deixou de fazer. O número é 23, vou lá, cumpro minha obrigação e pronto. O povo que decida se vai dar Haddad ou Serra no segundo turno, e voto no segundo turno em quem o povo mandar. Eu queria votar no LaGuardia, no Bloomberg. Queria votar em alguém que pensasse um pouco adiante do nariz, tipo um pouquinho mesmo. Soninha e Haddad tem nível para ser síndico do Copam, diretor da FFLCH, algo assim. Prefeito de São Paulo não. São Paulo merece alguém que entenda os desafios sociais e econômicos globais, que faça São Paulo aproveitar as marés altas e ajudar o país na maré baixa. Queria votar no Teddy Kollek.

Como os partidos democráticos não tem mulher, resolvi catar alguma mulher do PV para votar. Ai, que tristeza. Achei essa tal de Thais Horta, que me pareceu uma burocrata inexpressiva, funcionária da prefeitura, o resto era pior. A nossa Inês, antiga secretária do departamento lá da UNESP, deve ter uma visão bem mais ampla da sociedade. Mas foi o que achei. O número dela é 43377. Não estou recomendando voto nela, e aliás se alguém tiver sugestão melhor eu aprecio. Decidi votar no PV pois eles não coligaram, e se você votar no PSDB ou no PPS seu voto vai pruns bandidos. No PV, o voto fica no PV, meno male. Como, como twittei outro dia, prefiro varrer o chão numa sociedade iluminada do que ser cidadã plena numa sociedade tutelada, não vou votar em partido fascista só por que eles dão mais chance pra mulher.

É um pouco humilhante nessas alturas do campeonato, com uma presidente da república mulher no Brasil, com a política externa americana nas mãos de mulheres há décadas, votar numa acéfala, mas quem sabe meu voto não mostra, de um modo torto, que há espaço para candidatas melhores se lançarem?

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s