A importantíssima greve de Marília

Enquanto, como li em algum lugar, “Uma dúzia de bagunceiros morreram num barco, meio mundo está pedindo um novo holocausto.”, eu me preocupo com a greve na Unesp de Marília.

Originalmente, pensei em manter todos os prazos, e se realmente o pessoal não entregasse nada declarar o curso suspenso até que uma proposta adequada de reposição fosse apresentada. Ou seja, ver se inculco algum senso de responsabilidade nos alunos. Mostrar para eles que desorganizar é mais fácil que organizar.

Hoje me dei conta de que isso seria fazer o jogo de grevistas que vicejam com o desentendimento. Percebi que o objetivo da greve é esse mesmo, colocar professores comprometidos contra alunos comprometidos. Aí me declaro incompetente para decidir. Vou tentar me preocupar com outras coisas.

Anúncios

4 respostas em “A importantíssima greve de Marília

  1. minha sugestao: mantenha os prazos e reprove os alunos que nao entregarem os trabalhos. voce vai estar ensinando que as opcoes politicas tem preco.
    abs
    sgold

  2. Vou fazer o jogo deles de qualquer modo; é um catch-22 perfeito. Não havia me dado conta disso até hoje. Quanto mais correto você for, pior. Por isso as greves continuam em alguns lugares, mesmo que aparentemente sem ganhos. Em outros, as pessoas tocam pra frente. A batalha na Unesp de Marília é mais de longo prazo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s